“Nada se perde, tudo se transforma”   Leave a comment

É uma delícia compartilhar com vocês este vídeo que recebi através de uma aluna – a Aninha De Lucca. Neste resultado de muitas mãos, achei um barato:

  • ele ter brotado através da imagem de um fotojornalista – o Paulo Pinto – que teve sensibilidade para enxergar algo mais em uma cena comum, mesmo vivendo o ritmo maluco e duro que muitas vezes é o dia a dia de um jornal. Qualquer jornal.
  • O Estadão ter valorizado e publicado este olhar diferenciado.
  • O Jarbas Agnelli, que assim como Heitor Villas Lobos, enxergou música na cena.
  • E o Paulo e o Jarbas terem ampliado as trocas…

Boa curtição a todos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: