Isabella   4 comments

Imagem captada pela aluna e artista plástica Lilia Messias, durante oficina de BluePrint, em junho de 2010. © Lilia Messias - DSC06527.Fotógrafa, artista visual e arte educadora, meu comprometimento com a imagem aconteceu a partir de 1997, quando assumi meu desejo de vivenciar a fotografia mais profundamente… Nas buscas que fiz para entender as diversas possibilidades de expressão, bebi em várias fontes, mergulhando principalmente na fotografia como arte e fotojornalismo.

Participei de diversas exposições com imagens premiadas no Brasil e no exterior. E no final de 2016 uma imagem minha foi adquirida no I Leilão Internacional de Fotografia FestFoto.

  • Do período como fotojornalista, recebi o Segundo lugar no concurso Internacional The American Photo and Nikon 2000 Photo Contestpela categoria photojournalism. Nova York, 2000;
  • E do ensaio minha alma chama, parcialmente exposto no salão de artes plásticas em Manaus, tenho uma imagem premiada com o Primeiro Lugar Profissional no concurso nacional 1o prêmio BEST de expressão social. São Paulo, 1997.

Trabalhando como fotógrafa independente, atualmente vivo em Porto Alegre – Brasil, e desenvolvo trabalhos para os mercados editorial, institucional e educacional, além de seguir com meus projetos pessoais:  Kaingang índios no urbano…um novo horizonte (Brasil), no tempo das coisas (iniciado em Portugal), minha alma chama e feminino pelo feminino.

Foi em 2004 que criei a oficina de fotografia Olhar Construído, onde atuo como facilitadora, e estimulo os participantes a usarem a imagem como forma de expressão,  e suas possibilidades na construção de imagens, a partir da percepção da luz.

Das oficinas que já ministrei no Rio Grande do Sul  destacam-se as realizadas no espaço cultural Vila Flores, nos Festivais Canela Foto Workshops em 2013, 2015 e 2016, durante o Projeto Artemosfera em 2012, no Centro de Fotografia ESPM RS em 2012 e na Câmera Viajante Escola de Imagem em 2010, além das oferecidas no meu ateliê. Em 2016 estive no Madalena Workshops – Centro de estudos de imagem, em São Paulo, com a oficina BluePrint.

Ao longo de minha trajetória

  • publiquei em revistas como a National Geographic Brasil, a UpDate e a sueca Brazil & Sweden Norway;
    Em jornais como o sueco Världens Affärer, e os paulistas Valor Econômico, Folha de São Paulo, o Estado de São Paulo e o Agora São Paulo.
  • Fui contratada por Instituições como a agência Fotosite (SP), a Câmara de Comércio Sueca (SP), o Liceu de Artes e Ofícios (SP), a Associação Brasileira para o Progresso da Ciência – SBPC (RS), o SESC Pompéia (SP) e a sueca Swedfund International A.
  • Ana Norogrando, Gerald Thomas, Hélio Ziskind e Neide Jallageas foram alguns dos artistas para quem trabalhei.

Das exposições que participei, destaco:

  • A instalação poética experimental feminino pelo feminino, exposta no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo, em Porto Alegre (Brasil), no ano de 2008. Composta por treze imagens em P & B, concebidas a partir de câmera de orifício artesanal e câmera de orifício digital, foram apresentadas em diferentes formatos, dimensões e suporte, de acordo com o conceito e a inspiração que cada uma carrega. A ambientação intimista foi criada especialmente para este trabalho, e teve distribuição gratuita de catálogos. A exposição foi o resultado de mais de dez anos de pesquisas e experimentações, iniciadas em 1998, e foi parcialmente financiado pelo Fundo Municipal de Apoio à Produção Artística e Cultural de Porto Alegre/ RS (Fumproarte).
  • O vídeoarte Poética dos Trançados – coautoria de Marcelo Gobatto – que fez parte da Instalação itinerante de mesmo nome, inicialmente exposta  no evento Essa POA é Boa, em Porto Alegre. De 2007 a 2008.  O projeto da instalação foi de Ana Norogrando e teve a colaboração do grupo Entranças, formado por Ceres Zago, Eleonora Fabre, Isabella Carnevalle e Marcelo Gobatto.

Imagem protegida pelos direitos de imagem e de autor. Não pode ser reproduzida.

  • A instalação poético documental Kaingang índios no urbanoum novo horizonte exposta no espaço cultural Usina do Gasômetro em 2006. Com fotos, som ambiente de cantos e falas Kaingang, artesanato confeccionado pelos índios da aldeia, e publicação de catálogo bilíngue  português/ Kaingang, a exposição  envolveu as comemorações do aniversário da cidade de Porto Alegre e as festividades do dia do índio. Este estudo – parcialmente financiado pelo Fundo Municipal de Apoio à Produção Artística e Cultural de Porto Alegre/ RS (Fumproarte) – traz um resultado parcial da minha busca pelo conhecimento e compreensão da cultura de índios Kaingang inseridos em uma aldeia urbana, quando procurei identificar sua adaptação à nova realidade, manifestada principalmente no cotidiano, e através de suas crianças.
  • Imagem protegida pelos direitos de imagem e de autor. Não pode ser reproduzida.Projeto Caixa Populi, sob a curadoria de Emídio Luidi. Realizada no conjunto cultural da Caixa Econômica Federal, em São Paulo/ SP 2000 – coletiva.
  • Salão Plástica Amazônia Madeira & Matéria, sob as curadorias de Cristina Freire, Luiz Ernesto Morais e Viviane Matesco. No centro cultural Palácio do Rio Negro, em Manaus/ AM 1999 – coletiva.
  • III Mostra de Portifólios sob a curadoria de Rosely Nakagawa. Na Casa Fuji, em São Paulo/ SP 1998 – coletiva.

Imagem protegida pelos direitos de imagem e de autor. Não pode ser reproduzida.

  • Projeto Clarice Laços com Oswald, sob a curadoria de Cris Bierrenbach, Neide Jallageas e Paulo Angerami. Na Oficina Oswald de Andrade, em São Paulo/ SP 1998 – coletiva.
  • Projeto Arte em Movimento, sob a curadoria de Emídio Luidi. No SESC Pompéia, em São Paulo/ 1997 – coletiva.

Participo de diversas atividades que me alimentem e propiciem maior conhecimento na linguagem visual e em assuntos ligados aos projetos que desenvolvo. Entre as mais recentes e importantes, destaco:

Em Porto Alegre no ano 2011 o projeto Artemosfera, quando ministrei gratuitamente e em praça pública a oficina de Cianotipia. Também ofereci oficina de fotografia gratuita no projeto Sobre as Águas – dos artistas Ana Norogrando e Marcelo Gobatto – quando também documentei e editei o material fotográfico do projeto. Em 2010 o workshop com Miguel Chikaoka, oferecido pelo FestFotoPoa no Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo, que foi uma vivência rica e generosa na didática perceptiva da luz. Durante o FestFotoPoa 2009,  a oficina de  Francisco Costa sobre Daguerreotipia, que monitorei, e foi mais um mergulho no século XIX.

Em São Paulo/ SP ressalto o grupo Foto de Autor, sob a orientação e curadoria de Eduardo Castanho, no ano de 2002. O ClaraCena, grupo de estudos sobre câmara de orifício com Neide Jallageas, em 2000 e 2001. Os workshops com Mário Cravo Neto, Emidio Luisi e Arnaldo Papalardo. E minha participei na produção da instalação fotográfica Realidades Meramente Superficiais e do vídeoarte Intervalo, ambos da artista Neide Jallageas, em 2000.

Atividades Complementares

Quando menina freqüentei a escola de Belas Artes da UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Estudei ballet clássico, piano, cerâmica, dança com base na técnica de Klauss Vianna, Tai Chi Chuan e  tive rápida passagem de um ano por estudos com saxofone. Hoje sou mestre Reikiana, instrutora e praticante de Yoga.

atualizado em 10 de fevereiro de 2017.

publicado em 09/08/2010 por Isabella Carnevalle

4 Respostas para “Isabella

Assinar os comentários com RSS.

  1. Uau…I wonder when are you going to give a workshop here in London? Dx

  2. Gostei muito, Isabella, tens um trabalho espetácular, teu olhar é incomum!

    Evandro chies machado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: