Arquivo para a Tag ‘Experimentação

A fotografia entre experimentações poéticas e proposições políticas   Leave a comment

Ciclo de Fotografia - Olhares Intensos

Ciclo de Fotografia – Olhares Intensos

no Centro de Pesquisa e Formação do SESC São Paulo

Programa

Ciclo dedicado à apresentação de quatro diferentes processos de documentação e experimentação fotográfica, desenvolvidos a partir dos trabalhos de Luiz Braga, Eustáquio Neves, Paula Trope, Barbara Wagner e Benjamin de Burca, que concebem distintas formas de leitura e compreensão da realidade histórica, social e cultural brasileira.

Os encontros buscam proporcionar um diálogo entre proposições visuais e poéticas que marcam produções fotográficas radicalmente singulares e intensas.

Desta forma, o ciclo tem por objetivo colocar em discussão as concepções estéticas e políticas que moldam a definição dos aspectos artísticos e documentais registrados pelos trabalhos destes artistas.

17/07 – Memória do Filme: o Trânsito entre Mídias
Desde o final da década de 1980 Eustáquio Neves pesquisa e desenvolve técnicas alternativas e multidisciplinares, manipulando negativos e cópias. Nos últimos cinco anos têm pesquisado as mídias eletrônicas incluindo a sequência e o movimento. Entre outras linhas de interesse aborda temáticas relativas à identidade e a memória da cultura afrodescendente com trabalhos de corte social e crítico, que muitas vezes nos levam a diversos níveis de leituras. Seu trabalho vem sendo amplamente divulgado em várias mostras no Brasil, exterior e tem recebido prêmios e a consagração do público e da crítica.
Com Eustáquio Neves.

24/7 – Percurso do Olhar
As primeiras exposições de Luiz Braga (1979 e 1980) eram compostas de cenas de dança, nus, arquitetura e retratos. Após essa fase, descobre as cores vibrantes da visualidade popular da Amazônia e viaja pela região aprofundando sua pesquisa sobre as cores do universo da periferia. Sua abordagem passa ao largo das visões estereotipadas e superficiais sobre a região e junto com o domínio da cor o transformaram em referência na fotografia brasileira contemporânea.
Com Luiz Braga.

31/7 – Pequenas Histórias dentro da História
Artista visual com ênfase de atuação em Arte Contemporânea, Paula Trope desde o início da década de 90 desenvolve trabalho experimental no campo da imagem técnica, com cinema, fotografia e vídeo. Em suas pesquisas, assume uma postura crítica em relação à própria câmera e à prática artística, estabelecendo complexas relações entre o meio utilizado e os temas e conteúdos enfocados, considerando as características técnicas, formais e institucionais envolvidas.
Com Paula Trope.

7/8 – Terreiro, Palco, Altar: o corpo e a câmera em “Faz que Vai” (2015), “Estás vendo Coisas” (2016) e “Terremoto Santo” (2017)
Nas três obras mais recentes realizadas pela fotógrafa Bárbara Wagner e o artista Benjamin de Burca, novas formas de trabalho são desempenhadas por jovens dançarinos de Frevo, mc’s de Brega e cantores de Gospel, cujos corpos resultam, eles mesmos, através do esforço investido em suas performances, em imagens e vozes produzidos e reproduzidos dentro de uma economia do espetáculo. Nos três casos, é na combustão laboriosa desses corpos que o desejo se torna moeda de troca numa cultura que privilegia o sucesso individual aqui e agora.
Com Bárbara Wagner e Benjamin de Burca.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição.

Condições especiais de atendimento, como tradução em libras, devem ser informadas por email ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade.
centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600

(Foto: Divulgação)

Palestrantes

Eustáquio Neves

Eustáquio Neves

Fotógrafo e vídeoartista autodidata nascido em Juatuba (MG). Graduou-se em química. Vive e trabalha em Diamantina (MG).
(Foto: Acervo Pessoal)

 

Luiz Braga

Luiz Braga

Nasceu, vive e trabalha em Belém (PA). Graduou-se em Arquitetura. Trabalha com fotografia desde 1975.
(Foto: Elaine Braga)

 

Paula Trope

Paula Trope

Vive e trabalha no Rio de Janeiro (RJ). Mestre em Técnicas e Poéticas em Imagem e Som pela USP e doutoranda em História e Crítica da Arte pela UERJ.
(Foto: Fernanda Magalhães)

 

Bárbara Wagner e Benjamin de Burca

Bárbara Wagner e Benjamin de Burca

Vivem em Recife. Desde 2011, a dupla usa videoensaios, fotopesquisas e entrevistas para abordar temas como a mercantilização das práticas coletivas tradicionais e a folclorização da cultura pop nas economias emergentes.
(Foto: Divulgação)

fonte: https://centrodepesquisaeformacao.sescsp.org.br/atividade/ciclo-de-fotografia-olhares-intensos?nocache=1034174536
Anúncios

Oficina BluePrint em parceria com o Festfoto Porto Alegre   Leave a comment

Mais uma parceira bacana acontecendo com a oficina BluePrint – Festfoto Porto Alegre – estou bem contente!!!

A BluePrint acontece agora em setembro e faz parte das comemorações do Dia Mundia da Cianotipia, comemorado em 19/09!

 

FESTFOTOPOA 2016

Revelan fotos en plantas utilizando sus pigmentos naturales   Leave a comment

Un fotógrafo uruguayo utilizó a la naturaleza para revelar sus fotos: hojas de plantas y pétalos que a través de los rayos del sol imprimieron las imágenes con su clorofila y pigmentos naturales.

Por Matilde Moyano

Taco de reina, tabaco, hiedra, zarzamora, paraíso, oreja de elefante, y hasta perejil son solo algunas de las plantas que utilizó un fotógrafo uruguayo para revelar las fotografías que le sacó a su hijo.

Federico Ruiz Santesteban decidió recurrir a una antigua técnica que utiliza la fotosensibilidad vegetal para imprimir imágenes, es decir, las hojas y pétalos no contienen tintas, químicos, ni emulsiones adicionadas, y eso es lo que hace interesante este trabajo: utilizar la clorofila y los pigmentos de la naturaleza.

Bajo el título ‘El extraño caso del jardinero’, Ruiz reveló simbólicamente una historia, ya que se trata de fotografías que muestran el crecimiento de su hijo, quien desde que chiquito expresó un gran interés en cuidar el jardín. La idea que refleja esta muestra es que las plantas empezaron a agradecerle al ñiño por los cuidados que este les brindó, a través de estas ‘revelaciones’.

Para quienes se interesan en el aspecto técnico del proceso a través del cual fue posible obtener estas fotografías: a partir de una fotografia digital convertida en una pieza que se utiliza como el ‘negativo’, se usan los rayos del sol como ‘ampliadora’ y a las hojas y pétalos como papel fotográfico que en vez de contener una emulsión artificial, poseen sus componentes fotosensibles naturales, los cuales se exponen al sol generando sombras y accesos a la luz. Las hojas y pétalos se comienzan a tabajar cuando aún están vivas, y podría decirse que la manera de revelar fotos en ellas se trata de un ‘marchitar selectivo’.

Experimentar con emulsiones naturales representa la posibilidad del acceso a que más personas puedan aprender este tipo de fotografía, por lo que este trabajo podría representar el inicio de algo más grande.

 

Fonte: Postagem de Marcos Varanda em rede social. Revelan fotos en plantas utilizando sus pigmentos naturales

Criação durante a BluePrint no XIV Canela Foto Workshops   Leave a comment

Aqui vai o que a artista visual Kira Luá criou durante nosso mergulho azul na oficina BluePrint que aconteceu durante o festival de fotografia em Canela, RS.

Kira criou cianotipias com plantas e fez releituras de imagens de Robert Doisneau e Dorothea Lange. Foram momentos de belas inspirações!

Oficina BluePrint participa do XIV Canela Foto Workshops   Leave a comment

A oficina BluePrint estará presente em mais uma parceria com o Canela Foto Workshops. Nesta IX edição do festival oferece duas opções de dias – 15 e 16 de abril –  das 9 h às 17:30 h.

As inscrições acontecem diretamente com Gabriela através do inscricao@canelaworkshops.com.br ou pelo 54 9678 0427.

Enquanto esperamos, aqui vai uma palhinha de algumas cianotipias criadas pelos alunos.

BluePrint: depoimento, bastidores e algumas cianotipias   Leave a comment

E neste último sábado o Rafael Happke veio diretamente de Santa Maria/ RS para um intensivo exclusivo na oficina BluePrint.

O depoimento deixado por ele aqueceu-me o coração. Compartilho com vocês, junto com algumas imagens dos bastidores e parte da produção dele.

“Em 02 de abril de 2016 passei um sábado inesquecível no atelier da Isabella Carnevalle. Fica quase impossível eleger qual e mais encantadora surpresa encontrei aqui: o aconchego do lugar, uma Porto Alegre desconhecida para mim, o ser humano sensacional e sensível, pura inspiração e luz que é a Isa; as descobertas incríveis que a cianotipia proporcionou nessas horas. Saio realizado com os resultados desse dia e vejo que um caminho de experimentação se apresenta a minha frente com essa técnica.

O carinho e o conhecimento que essa artista proporciona ao compartilhar torna tudo mais fácil e motivador.
Viva!”

Rafael Happke

 

Agenda BluePrint do trimestre março | abril | maio   Leave a comment

BluePrint_Trimestre_Mar_Mai _2016

As turmas BluePrint de cianotipia dos próximos meses já estão definidas, aproveite e inscreva-se!

Quer saber mais?

Navegue pelos sub-menus da oficina BluePrint

e entre em contato com Isabella através do

isabellacarnevalle@gmail.com ou 51 8108 5668

%d blogueiros gostam disto: