Arquivo para a Tag ‘Fernando Rabelo

  Leave a comment

 

© Foto de Yale Joel. O fotógrafo Phillipe Halsman fotografando Salvador Dali com a cabeça dentro d´água. EUA, 1954.

Por Fernando Rabelo

Em 1954, Philippe Halsman retratou em seu estúdio o pintor Salvador Dali com a cabeça dentro d´água. Philippe Halsman (1906-1979) realizou diversos retratos surrealistas de Salvador Dali que deixavam o espectador confuso tentando descobrir como a fotografia era fisicamente possível. Halsman não usava montagens, apenas encenações meticulosas, muita preparação, bastante paciência e numerosas tentativas falhadas.

Fonte: Rede social de Fernando Rabelo
Anúncios

Alexander Rodchenko… Um retrato e tanto!   Leave a comment

© Foto de Alexander Rodchenko. Portrait of mother, 1924.

por Fernando Rabelo

“Este é um célebre retrato da mãe de Alexander Rodchenko, um dos grandes nomes da vanguarda russa, que deixou uma profunda marca na linguagem fotográfica. Depois de se tornar mundialmente conhecido como pintor, escritor e artista gráfico, ele ingressou na fotografia nos anos 20. Em 1934, ele escreveu em seu diário: “Eu quero fazer fotos completamente críveis, fotos que nunca existiram até hoje, fotos que são tão verdadeiras que são por si só vida. Eu quero que elas sejam tão simples e ao mesmo tempo tão complexas que irão chocar e impressionar as pessoas de todo o planeta. Se eu alcançar esse objetivo, ai sim, a fotografia poderá começar a ser considerada uma alta forma de arte”.”

Fonte: Em rede social de Fernando Rabelo

Pedro Luis Raota e suas Imagens de tirar o fôlego!   Leave a comment

© Foto de Pedro Luis Raota. Sem título. Argentina, SD

“Esta é uma imagem de Pedro Luis Raota (1934-1986), que é considerado um dos fotógrafos argentinos mais reconhecidos em todo o mundo.

Pedro Luis Raota nasceu na província de Chaco em 26 de abril de 1934. Filho de uma família de camponeses, ele parou de trabalhar no cultivo da terra para seguir um novo caminho. Grande entusiasta da fotografia, ele se mudou para a cidade de Santa Fe, onde fez o primário. Em seguida, ele vendeu sua bicicleta para comprar sua primeira câmera. Apesar de morte prematura em 04 de março de 1986, Pedro deixou uma obra fantástica cheia de ternura e alegria, com um estilo único, e com uma linguagem fotográfica de extrema simplicidade.

Vejam um documentário sobre a obra de Pedro Luis Raota:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=P_Z2570yd-0. ”

Fonte: Rede social de Fernando Rabelo

  Leave a comment

Na penumbra de uma madrugada fria no bairro do Marais, por detrás de uma janela, ao lado de um vaso de flores, um misterioso violonista de terno e gravata parece seduzir a pessoa amada. Olhando atentamente se percebe que é um “Trompe-l’oeil”, uma técnica de desenho que cria uma ilusão de ótica com objetos ou formas que não existem realmente. Trompe-l’oeil quer dizer “engana o olho”, método muito usado na pintura e na arquitetura. Gregos e romanos utilizaram esta técnica em murais, janelas e corredores, com o intuito de aumentar os espaços. Este Trompe-l’oeil se localiza na rue Quincampoix, a um quarteirão do Centre Georges Pompidou, em Paris. Ele foi desenhado para substituir uma janela verdadeira ali existente.

por Fernando Rabelo

Fonte:   http://imagesvisions.blogspot.com.br/

Publicado 28/05/2012 por Isabella Carnevalle em Fotógrafos

Etiquetado com

Parabéns Images & Visions!!!   Leave a comment

Merecido reconhecimento, parabéns Fernando Rabelo!

Acabei de ver que o  Images & Visions ficou entre os três melhores blog de Arte e cultura pelo juri popular no concurso TopBlog.

fonte: http://www.topblog.com.br/2011/index.php?pg=busca&c_b=11104804

Publicado 01/12/2011 por Isabella Carnevalle em Não categorizado, Notícais

Etiquetado com ,

Henri Cartier-Bresson   Leave a comment

© Foto de Henri Cartier-Bresson.
O cardeal Pacelli (futuro papa Pio XII) visita o bairro de Montmartre. Paris, 1938.

A historiadora da fotografia checa Anna Farova ficou muito impressionada com a força e a dramaticidade desta fotografia captada por Henri Cartier-Bresson em 1938. A imagem foi feita no bairro de Montmartre durante da visita do cardeal Pacelli a Paris. Um ano depois, em 1939, o cardeal foi eleito Papa. Em 1956, a historiadora conseguiu encontrar-se com o fundador da Agência Magnum, para persuadi-lo a publicar com ela uma monografia na Checoslováquia. Publicado em 1958 pela editora checa Odeon, o livro sobre Henri Cartier-Bresson foi o primeiro neste novo gênero a ser lançado na Europa. Anna Farova publicou também livros sobre a vida e obra de outros fotógrafos de renome como Werner Bischof, André Kertesz, Elliott Erwitt, Josef Sudek e Robert Capa. Anna Farova faleceu em 2010.

Informações e foto compartilhadas por Fernando Rabelo em rede social
%d blogueiros gostam disto: