Arquivo para a Tag ‘Século XIX

Oficina BluePrint com Inscrições abertas!   Leave a comment

oficina BluePrint INSCRIÇÕES ABERTAS

As inscrições para as Oficinas BluePrint de junho e julho estão abertas e bombando, com diversas opções de dias, horários e com diferentes abordagens. 😃

Para quem busca encontros curtos ofereço a oficina Revelando Azuis. Quem prefere mais profundidade e a criação de cadernos Floridos sugiro Flores Azuis – De Mãos Dadas Com Anna e quem quiser mergulhar na técnica é só vir para a Imersão No Azul.

Em cada oficina uma proposta, um tempo de duração, diversas datas e horários e diferentes valores. Saiba sobre cada uma e inicie sua inscrição clicando nos títulos acima.

Qualquer das oficinas da BluePrint oferecidas em junho e julho, com pagamentos realizados até o dia 07, tem 10% de desconto para novos alunos e 15% de desconto para ex-alunos da BluePrint e ex-alunos da Olhar Construído.

A partir de 08 de cada mês ex-alunos da BluePrint e da Olhar Construído recebem 10% de desconto em qualquer das oficinas oferecidas.

Os pagamentos podem ser feitos via depósito bancário – com desconto -, cartões de débito (exceto Banrisul) ou cartões de crédito.

Dúvidas? Entre em contato através do isabellacarnevalle@gmail.com ou 51 98108 5668 (WhatsApp).

As turmas são pequenas, então não espere para se inscrever de última hora e ainda aproveite os descontos especiais!

Até breve!!!

Isabella

Anúncios

Dia 11 de fevereiro, aniversário de William Fox-Talbot!   Leave a comment

300px-William_Henry_Fox_Talbot,_by_John_Moffat,_1864

Nascido em 11 de fevereiro de 1800, Talbot usava a câmera escura para desenhos em suas viagens. Homem bastante discreto e de múltiplos conhecimentos, ele foi um dos importantes pioneiros da fotografia, pesquisando a fixação da imagem da câmera escura desde 1834.

Começou suas pesquisas fotográficas tentando obter cópias por contato de silhuetas de folhas, plumas, rendas e outros objetos, mas em 1835 construiu uma pequena câmera de madeira – 6,30 cm², chamada por sua esposa de “ratoeira” – iniciando aí o processo negativo/positivo.

Ele colocava papel de cloreto de prata na câmera e após um longo tempo de exposição – entre meia e uma hora – a imagem negativa era fixada em sal de cozinha e submetida a um contato com outro papel sensível.

Surgia o processo pai dos filmes negativos. A imagem mais conhecida é a da janela da biblioteca de Abadia de Locock Abbey, considerada a primeira fotografia obtida dessa forma.

Talbot publicou The Pencil of Nature entre 1844 e 1846, o primeiro livro comercial ilustrado com fotografias, depois de Anna Atkins, que lançou em 1843 o Photographs of British Algae: Cyanotype Impressions.

Oficina BluePrint com Inscrições abertas, Descontões e Novidades!   Leave a comment

oficina blueprint 2019 Jan FevOlá!

A BluePrint começa 2019 com módulos inéditos de oficinas e inscrições abertas para criarmos juntos novas histórias e provocarmos muitos sorrisos desde janeiro!

Para quem busca encontros curtos ofereço a oficina Revelando Azuis. Quem prefere mais profundidade e a criação de cadernos Blue sugiro De Mãos Dadas Com Anna e quem quiser mergulhar na técnica é só vir para a Imersão No Azul.

Em cada oficina uma proposta, um tempo de duração, diversas datas e horários e diferentes valores. Saiba sobre cada uma e inicie sua inscrição clicando nos títulos acima.

Qualquer das oficinas da BluePrint oferecidas em janeiro e fevereiro, com pagamentos realizados até o dia 07/01/2019, tem 10% de desconto para novos alunos e 15% de desconto para ex-alunos da BluePrint e ex-alunos da Olhar Construído.

A partir de 08/01/2019 até 28/02/2019 novos alunos recebem 5% de desconto e ex-alunos da BluePrint e da Olhar Construído voltam a receber 10% de desconto em qualquer das oficinas oferecidas.

Os pagamentos podem ser feitos via depósito bancário – com mais desconto -, cartões de débito (exceto Banri) ou cartões de crédito.

Dúvidas? Entre em contato através do isabellacarnevalle@gmail.com ou 51 98108 5668 (WhatsApp).

As turmas são pequenas, então não espere para se inscrever de última hora e ainda aproveite os descontos especiais!

Até breve!!!

Isabella

Que tal uma oficina de presente de Natal?   Leave a comment

 

BluePrint JANEIRO e FEVEREIRO2019

Ofereça um presente e tanto para quem você gosta … Azul, muita criação e a deliciosa vivência do universo da Cianotipia!

Saiba mais entrando em contato com Isabella através do isabellacarnevalle@gmail.com ou 51 98108 5668

Imensa Cianotipia é criada durante o Revela-T 2017   Leave a comment

Genial!!!
Durante o Revela-T 2017 – Contemporary Analog Photography Festival em Barcelona fizeram uma cianotipia gigante com um grupo de crianças de uma escola local – La Inmaculada.
A inciativa foi realizada por Constanza Isaza y Andrés Pantoja  da Lux Darkroom agorinha há pouco, no dia 28 de maio de 2017. Foram sete minutos de exposição durante o sol próximo ao meio dia.
Aqui estão os vídeos com o making of e algumas fotinhos, o resultado ficou lindo!!! Parabéns à Lux Darkroom e ao Festival Revela-T pela iniciativa!!!
No vídeo abaixo o breve ensaio de como as crianças se posicionariam
e aqui como tudo aconteceu!!!

Com algumas fotinhos feitas pela Lux Darkroom durante o processo

 

 

BluePrint em Curitiba!   1 comment

A oficina teórico-prática BluePrint de cianotipia propicia, de maneira lúdica e empírica, a compreensão e a impressão histórica artesanal de fotografias sem o uso de câmeras fotográficas.

Inscrição

http://www.up.edu.br/cursos-livres/oficina-blueprint-de-cianotipia

A Cianotipia é uma técnica alternativa de impressão fotográfica, que constitui a base de muitas outras técnicas alternativas. Ela propicia o fazer fotográfico pelas próprias mãos. Ela provoca surpresa, encantamento, reflexão, e nos possibilita trazer para o nosso tempo a vivência do início da história fotográfica. Além disso, desde a década de 1960 tem sido utilizada por artistas que empregam a fotografia como forma de expressão. E por educadores como um instrumento que fomenta a cultura, conhecimento e cidadania.

Trabalhar com procedimentos artesanais na fotografia é entusiasmante, e quando eles nos possibilitam a vivência do início da história fotográfica, trazendo para o nosso tempo descobertas feitas no século XIX, isso pode ser mágico, e a Cianotipia nos proporciona isso.

A professora é conhecida nacionalmente e tem ministrado o curso em importantes espaços educacionais e culturais em diferentes locais no Brasil: Porto Alegre, Canela e São Paulo.

TEMAS ABORDADOS

Na oficina BluePrint são apresentadas a teoria e a prática da Cianotipia. Os alunos aprendem todas as etapas para criarem seus cianótipos, explorando na prática diversas possibilidades criativas. As dinâmicas são individuais e coletivas, de sensibilização, prática e análise fotográfica. Também recebem informações sobre a história da fotografia no século XIX, com enfoque na descoberta da Cianotipia.

Para a criação de cianotipia utilizando negativos os alunos enviarão 10 imagens fotográficas – detalhes serão encaminhados na confirmação do curso – com até sete dias de antecedência do início das atividades para isabellacarnevalle@gmail.com. Destas imagens quatro serão editadas por Isabella, transformadas em negativos e posteriormente em cianotipias pelos alunos. Aqueles que não enviarem os arquivos digitais poderão utilizar negativos disponibilizados pela oficina BluePrint.

CONTEÚDOS DOS MÓDULOS

  • Teoria da história da fotografia no século XIX com recorte no período da descoberta da cianotipia.
  • Confecção e utilização do visor de pinhole – aparato didático que demonstra a formação de imagens no interior da câmera fotográfica.
  • Teoria sobre a cianotipia com exibição de portifólio de Isabella e cianótipos que não deram certo, seguido de explicações.
  • Prática de pinceladas e foto contato com uso de plantas e objetos bidimensionais seguida de análise dos resultados.
  • Prática com foto contato de negativos seguida de análise dos resultados.

PÚBLICO

Aprendizado de uma técnica de impressão de imagens como nova ferramenta de criações artisticas na área das artes visuais. Qualquer pessoa que queira vivenciar esse processo pode participar, inclusive não é necessário saber fotografar.

INVESTIMENTO

2 parcelas de R$350,00. Alunos da UP têm 30% de desconto.

PROFESSORA

Isabella Carnevalle
Nascida em Porto Alegre-RS, Isabella Carnevalle é fotógrafa e artista visual desde 1997. Atuou no mercado jornalístico paulista por quatro anos, publicando em jornais como Valor Econômico, Folha de São Paulo, Agora São Paulo e Estadão e em revistas como a National Geographic. Hoje, dedica-se a experimentações fotográficas do século XIX e a ministrar oficinas que lidam com a imagem como forma de expressão. Já ofereceu a oficina BluePrint no Madalena Workshops – Centro de estudos da imagem (São Paulo), no Festival Canela Foto Workshops (Canela), no Centro de Fotografia Espm-Sul (Porto Alegre), na Associação Cultural Vila Flores (Porto Alegre), no Projeto Artemosfera (Porto Alegre) e na Câmera Viajante – Escola de Fotografia (Porto Alegre), além de no seu ateliê. A fotógrafa tem sido contemplada em financiamentos culturais e participou de diversas exposições individuais e coletivas, com imagens premiadas no Brasil e no exterior.

COORDENADORA

Joseane Zanchi Daher

SERVIÇO

Quando
23, 24 e 25 de junho
Sexta-feira, das 19h30 às 21h30.
Sábado, das 9h30 às 17h30.
Domingo, das 9h30 às 12h30

Onde
Nex Coworking
R. Francisco Rocha, 198 – Curitiba, PR

INSCRIÇÃO
http://bit.ly/2r6CLqP ou
http://www.up.edu.br/cursos-livres/oficina-blueprint-de-cianotipia

Geraldo Gobbato em aula BluePrint de aprimoramento   Leave a comment

Uma das coisas que mais me deixa feliz é ver que muitos dos alunos que passam por mim seguem praticando a cianotipia.

É o caso do Geraldo Gobbato, que hoje me enviou um depoimento lindo!

Diretamente de Paraty ele esteve comigo recentemente para uma aula de aprimoramento na cianotipia. Geraldo, gratidão pelo lindo depoimento!

“Sonho de consumo : aula de reforço e mestrado intensivo em cianotipia com a mestra Isabella Carnevalle. Receitas alquimicas são partilhadas com chá, alastrando fronteiras da imaginação atiçando a inspiração. Agradecido pela generosidade, inspiração, conhecimento e amorosidade.”

%d blogueiros gostam disto: